top of page

10 anos de Suinã: Celebrando a força e liderança feminina no Terceiro Setor!

Atualizado: 12 de mar.

O Terceiro Setor é composto por diferentes tipos de organizações sem fins lucrativos que prestam serviços de interesse público e desenvolvimento socioambiental. De acordo com Grupo de Institutos Fundações e Empresas (GIFE), esse segmento é composto em sua maioria por mulheres com 62% de presença, sendo que 51% em cargo de liderança.

 

Há dez anos, quando fundávamos o Instituto Suinã, não imaginávamos que faríamos parte dessa estatística. O Suinã idealizado e fundado por 5 biólogas, nascendo como uma representação da força atuante de mulheres em espaços ocupados majoritariamente por homens: meio acadêmico, científico, órgãos e colegiados, espaços onde há tomada de decisão.


Imagem: Suinã (Erythrina speciosa) | Fonte: Instituto Suinã


Todo o processo de estruturação da organização, elaboração do estatuto, definição de propósito foi materializado por meio de um grande esforço que, coincidência ou não, foi registrado em ata no dia 8 de março de 2014.

 

Refletir sobre essa trajetória e todos os obstáculos enfrentados ao longo desse tempo é um marco especialmente nesse ano em que temos essa dupla comemoração: Dia das Mulheres no ano em que completamos 10 anos!

 

Nessa busca para a transição para uma sociedade mais justa e sustentável, reconhecemos a espécie humana como semelhante a todas as outras formas de vida. Consideramos que a manutenção das riquezas naturais e dos processos ecológicos é o respiro que permite a existência das mais diversas formas de vida no nosso planeta. Nos nutrimos dos pequenos avanços e vitórias para seguirmos nos inspirando ao longo dos desafios em direção ao fortalecimento individual e coletivo para harmonização das relações para consigo, para com outros espaços e seres vivos e, consequentemente, com o planeta.

 

Acreditamos nos processos que considerem os diferentes saberes e olhares; as legítimas

reivindicações; nos diálogos onde haja respeito, escuta e contemplação das nossas diferenças e desta forma, na junção das diferenças, nos complementamos; lutamos e ansiamos pela justiça ambiental que promova a inclusão social e qualidade de vida aos diversos grupos sociais.

 

A busca de novos padrões de produção, consumo e transformações das estruturas no comportamento da sociedade é o caminho para seguirmos nos apoiando. E nesse processo, o que fazemos em nossos projetos reflete dentro da instituição e vice-versa. Ficamos orgulhosas em dizer que nossa equipe é composta por 79% de mulheres, 100% de nossa liderança é feminina, incentivamos o aperfeiçoamento profissional e acadêmico de nossa equipe e lutamos para que haja valorização do recurso humano no Terceiro Setor.

 

Que possamos continuar nesse caminho dando a mão a mais mulheres por onde andamos!


Vida longa ao Suinã!!

 

Referências citadas no texto:

Toro, J. B. & Werneck, N. M. D. F. Mobilização Social: um modo de construir a democracia e a participação, 1996.

 

 

Autora: Fernanda Scalambrino é mineira, silvicultora e bióloga. Especialista em Educação Ambiental e Transição para Sociedades Sustentáveis. MBA em ESG. desenvolve projetos de conservação da biodiversidade, educação ambiental e mobilização social. Cofundadora e Diretora Institucional do Instituto Suinã

 

Co-autora: Maria de Fátima de Oliveira é Bióloga, Mestre em Ciências Florestais, Especialista em Conservação e Manejo de Vida Silvestre, MBA em Restauração e Adequação Ambiental. É Cofundadora e Diretora Técnica do Instituto Suinã.

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page